Google+ Badge

quinta-feira, 10 de março de 2016

Vândalos depredam patrimônio público em Martins no Centro Municipal de Fisioterapia





Vândalos depredam patrimônio público
Na madrugada da terça para quarta-feira (9), o Centro Municipal de Fisioterapia foi depredado por vândalo, deixando portas, janelas e equipamentos avariados.
Este ato de violência contra o patrimônio de todos os martinenses dificultará o tratamento de diversos pacientes com problemas de locomoção e afins, causando prejuízo a saúde de inúmeras pessoas.
A Prefeitura já acionou a Polícia Civil, para que o fato seja investigado e os responsáveis punidos de acordo com a lei e ainda buscará na justiça a reparação do imóvel e dos respetivos equipamentos.
No final de 2015, também, foi furtado no Centro de Referência de Assistência Social - CRAS, localizado no Bairro COHAB, um retroprojetor digital, que estava servindo as aulas do ACESSUAS e PRONATEC, causando prejuízo ao processo de aprendizagem aos alunos e ao próprio funcionamento da instituição.
É importante que qualquer cidadão que tenha informação sobre esses fatos façam a denúncia a Polícia Civil ou no caso de não querer se identificar utilize o site da Prefeitura.
Ainda informamos que qualquer ato que venha causar destruição do patrimônio público é um ato contra todos os cidadãos de bem de Martins.

Assessoria de Comunicação Social
fonte : página da  Prefeitura de Martins




2 comentários:

  1. Que Absurdo!!!
    Ta cada dia pior, é assaltado com frequência hospitais, farmacias, centros de tratamento de reabilitação e ficam soltos?! É lógico que a polícia sabe onde está cada um, mas é mais conveniente, porque afinal dinheiro virá de outras formas (que sabemos quais são), pessoas que precisam de tratamento agora não podem mais por conta disso? Porque tem um todo dia fazendo bagunça nos lugares? E no fim de tudo é a população que paga, e sem reclamar pq se for denunciar as pessoas que fazem isso é jurado de morte,e agora essa...
    Tomara que algo seja feito, e que essas pessoas possam dar continuidade ao tratamento logo.

    ResponderExcluir
  2. Que absurdo!!! Isso foi aqui em natal ?

    ResponderExcluir