Google+ Badge

domingo, 29 de março de 2015

Em clima soturno, Interpol fecha o tempo e traz chuva no 2º dia do Lolla10



A pecha de "seres da noite" que insistem em colar no Interpol não encontra tanto eco na realidade, mas ironicamente, os norte-americanos entraram no palco principal no segundo e último dia do Lollapalooza trazendo nuvens escuras no céu e uma chuva fina.
A banda abriu com o sucesso certeiro, "Say Hello to the Angels", do primeiro álbum "Turn on the Bright Lights", que se não fez o sol voltar, pelo menos agitou o público com levada rápida e bateria bem marcada.
Com certa adoração pela melancolia pós-punk do Joy Division, a banda não deixou de lado as baladas climáticas, com guitarras em crescente e a voz lamuriosa do Paul Banks, como "Leif Erikson" e "NYC", e as novas "Everything is Wrong" e "Anywhere", do último álbum, "El Pintor".
Mas mesmo vestidos de preto, o show acertadamente focou em melhores exemplos de bons rocks da discografia. Vieram: "Evil", "Not Even Jail" e "PDA" -- nesta, a mais dançante do repertório, a chuva já tinha até cessado.

fonte UOL musica

Nenhum comentário:

Postar um comentário