Google+ Badge

terça-feira, 1 de março de 2016

Vice-presidente do Facebook é preso em São Paulo

A Polícia Federal prendeu preventivamente na manhã desta terça-feira (1º) o vice-presidente do Facebook na América do Sul, Diego Dzodan. Ele foi preso enquanto ia para o trabalho, no bairro Itaim Bibi, zona sul da capital paulista.

Segundo a PF, a rede social descumpriu ordens judiciais que exigiam a liberação de informações presentes na página. Os dados seriam usados na produção de provas de investigações ligadas ao crime organizado e ao tráfico de drogas, que tramitam em segredo de justiça no Juízo Criminal da Comarca de Lagarto, em Sergipe.

Diego Dzodan é argentino e mora no Brasil. Ele prestou depoimento na Superintendência da Polícia Federal em São Paulo, onde permanecerá preso à disposição da Justiça.

Em nota, o Facebook afirmou que a detenção é "medida extrema e desproporcional". Leia a íntegra:

"Estamos desapontados com a medida extrema e desproporcional de ter um executivo do Facebook escoltado até a delegacia devido a um caso envolvendo o WhatsApp, que opera separadamente do Facebook. O Facebook sempre esteve e sempre estará disponível para responder às questões que as autoridades brasileiras possam ter.” 

Bloqueio

Em dezembro do ano passado, a 1ª Vara Criminal de São Bernardo do Campo pediu o bloqueio do Whatsapp por 48 horas também porque a empresa se negou a atender decisões judiciais que solicitavam quebra de sigilo de investigados. O bloqueio durou, no entanto, menos de 24 horas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário