Google+ Badge

sexta-feira, 18 de março de 2016

Rogério Marinho diz que novas filiações dão ao PSDB papel de protagonista no RN



Agora RN - O PSDB no Rio Grande do Norte passa atualmente por uma fase de fortalecimento na Assembleia Legislativa, com a filiação de deputados estaduais, e nas câmaras municipais das cidades do interior. Na ALRN, a sigla iniciou a legislatura de 2015 sem nenhum deputado; pouco mais de um ano após o início da 61ª legislatura, o PSDB terá a partir de hoje (18), com a filiação de mais dois deputados, uma bancada formada por cinco parlamentares.
Filiam-se ao PSDB nesta quinta-feira (18) a deputada estadual Márcia Maia e o deputado Raimundo Fernandes, que deixa o PROS. Esta semana também já se filiaram ao PSDB o presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira, e o deputado Gustavo Carvalho. Antes deles, o deputado Zé Dias já havia assinado ficha de filiação e se juntado ao grupo tucano.

O presidente de honra do PSDB, deputado federal Rogério Marinho, explica que o partido começou a trabalhar na tentativa de atrair quadros desde março do ano passado. Segundo o deputado, na semana passada o partido triplicou o número de vereadores com mandato no estado, de 51 para cerca de 150. “Certamente a vinda da deputada Márcia Maia, do deputado Raimundo Fernandes, o deputado José Dias, que chegou primeiro e certamente qualificou muito o PSDB; o deputado Gustavo Carvalho e o presidente da Assembleia, que tem, além do peso de seu mandato, a representatividade de ser presidente de um dos três poderes aqui no estado, o que nos dá essa posição de sermos um protagonista de peso na política do Rio Grande do Norte a partir de 2016, com consequências em 2018”, disse Rogério. Ainda conforme Marinho, “o enorme estelionato eleitoral que aconteceu em 2014 e as mentiras que foram ditas à população em 2015, quando o povo começou a verificar que havia sido enganado” gerou uma reversão de expectativa no Rio Grande do Norte e no Brasil inteiro, o que acabou contribuindo para o fortalecimento do PSDB, partido que faz oposição ao governo do PT.

Nenhum comentário:

Postar um comentário